Mitos e verdades sobre a Declaração do Imposto de Renda

mitos e verdades sobre a declaração do imposto de renda

Mitos e verdades sobre a Declaração do Imposto de Renda

Brasileiros que possuem rendimentos acima de R$ 28.559,70 por ano tem até o dia 30 de abril para prestar contas de suas receitas e despesas à Receita Federal. A declaração do Imposto de Renda (IR) tem como objetivo detectar se o contribuinte pagou mais ou menos impostos do que deveria no ano anterior à declaração. No primeiro caso, o contribuinte é compensado por meio da restituição. No segundo caso, é necessário que o contribuinte pague a quantia restante à Receita.

Até aí nenhuma novidade. Mas apesar de saberem que é preciso fazer a declaração do IR, muitos contribuintes ainda tem dúvidas sobre o assunto. Pensando nisso, preparamos esse post para esclarecer os principais mitos e verdades sobre a Declaração do Imposto de Renda.

Confira!

Quem tem mais de 65 anos não precisa fazer a declaração do imposto de renda

Mito. Apenas o fato de o contribuinte ter mais de 65 anos não o desobriga de declarar o imposto. As aposentadorias inferiores a R$ 1.903,98 estão, de fato, isentas de tributação. Todavia, pessoas que recebem acima desse valor devem, sim, fazer a declaração.

Uma vez isento, você nunca mais precisará declarar IR

Mito. O que determina se a pessoa precisa ou não declarar o Imposto é a renda obtida ao longo do último ano, seja com salário ou outros benefícios. Se o cidadão não precisou declarar o imposto no último ano, mas ao longo do mesmo ano recebeu acima de R$ 28.559,70 em salários ou outros benefícios, ele precisará declarar o imposto em 2020.

É preciso lembrar que a declaração está relacionada ao volume de dinheiro movimentado dentro do ano anterior.

A Receita Federal monitora as redes sociais

Verdade. Desde 2016 a Receita Federal cruza informações e dados para encontrar possíveis sonegadores, e uma ferramenta utilizada é a investigação das redes sociais dos contribuintes. Por isso, se o brasileiro ostenta uma vida de famoso nas redes, mas faz uma declaração que não condiz com o que é publicado, os fiscais da Receita redobrarão a atenção sobre ele.

O seu salário determina se você deve declarar ou não

Mito. Rendimentos tributáveis não se resumem ao salário, mas podem ser aposentadorias, alugueis, heranças, bem como quaisquer benefícios que aumentem o patrimônio.

Declarar dependentes é sempre vantajoso

Mito. Ter um dependente pode ser interessante em algumas situações, mas há exceções. Em alguns casos, o valor a ser abatido pode acabar sendo menor do que o acréscimo dos rendimentos, fazendo com que o contribuinte pague mais imposto ao incluir um dependente.

A Receita monitora apenas despesas e rendimentos

Mito. Os avanços tecnológicos permitiram que a Receita Federal modernizasse e tornasse mais efetiva a sua fiscalização. Com isso, é possível identificar toda a variação de patrimônio do contribuinte dentro do período de um ano. É preciso declarar os bens, tais como automóveis e imóveis, mesmo que eles não tenham sido declarados em anos anteriores.

Quem não informa todos os bens, pode cair na malha fina

Verdade! A vantagem é que a Receita permite que os contribuintes que entregaram a declaração dentro do prazo possam retificá-la, ou seja, incluir ou retirar informações, quantas vezes eles quiserem. Sendo assim, se o contribuinte se esquecer de declarar algum bem, deverá fazê-lo para evitar complicações com a Receita Federal. Por isso a importância de declarar o IR com antecedência. 

Deixamos de esclarecer alguma dúvida sobre a Declaração do Imposto de Renda? Não se preocupe! Basta entrar em contato com a nossa equipe. Para nós, é sempre um prazer orientá-lo (a).

Sem comentários

Comente!